RESENHA SOBRE O LIVRO “UM DIA” DO AUTOR DAVID NICHOLLS.

Conheça a saga do mesmo dia ao longo dos anos na vida de Emma Morley e Dexter Mayhew no livro “Um Dia”. Um livro que trata do romance dentro da vida real

banner-o-dia

A história de Dexter Mayhew e Emma Morley começa no dia 15 de julho de 1988 quando, após a formatura, os dois se encontram no quarto de Emma e entre flertes e conversas sobre o futuro, desenvolvem uma sólida amizade que permanece em todo o livro Um Dia, escrito por David Nicholls. 

Emma era o oposto de Dexter, sempre foi. Ela era idealista, do tipo que tinha como objetivo principal mudar o mundo, mesmo que o mundo a ser referido fosse apenas o que acontecia ao seu redor. Dexter por outro lado, pouco gostava de previsões concretas, sempre foi o cara do aqui e agora e deixava suas imprudências controlarem a sua vida, coincidentemente rodeada de drogas, bebidas e inúmeras mulheres.

Não há como explicar muito bem a força da amizade que os une no começo, considerando que cada um seguiu o rumo da sua vida e de alguma maneira ainda conseguiram manter contato, seja pelas longas cartas trocadas contando um da vida do outro, telefonemas, e-mails e encontros por acaso.

Ao longo dos anos, “um dia” traz um questionamento sobre se a história realmente se baseia unicamente no amor platônico de em por dex, mas as inúmeras demonstrações de amor de ambos mostra que não e provam que a história de “um dia” tem como tema o amor, mas é abordado de uma forma quase nunca utilizada nos livros de romance: a vida como ela realmente é.

Nós acompanhamos a história de amor entre os dois por quase duas décadas sem que nada acontecesse e pior, a amizade se encontra rigidamente fragilizada pelas escolhas que ambos fizeram em relação às suas vidas pessoais e amorosa.

O autor, David Nicholls, optou a seguir à risca o título de seu livro, já que a história é contada baseada em apenas um dia: 15 de julho. Os acontecimentos são descritos ano a ano e nem sempre de maneira cronológica, porém mesmo com esse contratempo, não há brechas para que o leitor fique confuso, já que a data do atual capítulo sempre se encontra em destaque logo na primeira página.

É incrível como o autor descreve e nos mostra a realidade, sem floreios, mas também não de forma negativa, apenas como ela é. Emma em alguns momentos de sua vida está frustrada, trabalhando de garçonete em redes de fast food, sonhando em um dia se tornar escritora, enquanto Dexter faz longas viagens pelo mundo esbanjando dinheiro com festas e mulheres; em outros períodos de sua vida Emma está mais realizada, dando aulas, escrevendo, e Dexter se torna um apresentador de Tv de sucesso, em outros ele se entrega a bebida e drogas e precisa de Emma mais do que nunca, e é lógico que ela sempre estará lá pra ele. A vida dos dois dá voltas e voltas, o que acaba frustrando o leitor que ansiosamente espera para que os dois percebam o óbvio: que são feitos um para o outro.

“Um Dia” é um livro real e segue com muita naturalidade o que a vida normalmente acaba sendo. Nem sempre as histórias de amor têm um final feliz, mas com certeza criam caminhos inesquecíveis como o de Emma e Dexter.

 

 

 

Livro:

comum-o-dia

Um Dia
David Nicholls
Editora Hodder & Stoughton
448 páginas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima
0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin