RESENHA DO LIVRO 1808 DO AUTOR LAURENTINO GOMES

Em 1808, o autor Laurentino Gomes retrata todo o drama da transferência da corte portuguesa com uma linguagem simples e direta. 

banner-1808

A linguagem fluida e direta, incomum para os livros de história, fez com que o livro 1808 virasse na época de seu lançamento um fenômeno de vendas e de crítica. A reconstituição da chegada da família real portuguesa em terras brasileiras trouxe ao autor do livro Laurentino Gomes, o prestígio de ter resgatado o interesse do público geral em história, pelo menos momentaneamente. 

Em 29 capítulos, o autor disseca em seu livro principalmente, a vida dos mais notáveis personagens da corte portuguesa, como D. João VI, Carlota Joaquina e Maria I “a louca”. Todos os acontecimentos pregressos são contextualizados e descritos já no começo da obra para que o leitor não se sinta deslocado no começo, e assim desista do livro.

Laurentino Gomes teve dois grandes êxitos em seu livro. Um deles é a quantidade de detalhes que ele fornecesse sobre a época, que em um primeiro momento não agregariam a continuidade dos acontecimentos, mas que acabam trazendo o leitor para perto da obra, uma vez que dão a sensação de imersão nos cenários, desde às ruas do Rio de Janeiro até os vastos aposentos da família real.

O outro é o uso da linguagem. A linguagem fluida e direta de 1808, como dito acima o autor utiliza muito do recurso descritivo nos ambientes, o que poderia tornar o livro maçante e cansativo. Mas a opção por se afastar das expressões acadêmicas, e se aproximar da variante popular o trouxe para um novo segmento dos livros de história, que não deixa de perder a sua validade mas também não é apelativo a academia.

Outro ponto forte da narrativa é a divisão por muitas vezes das ações em capítulos diretos. Por meio da linha do tempo no começo do livro é possível chegar ao assunto desejado sempre que necessário e rapidamente, sem a necessidade da retomada, porém isso tende a quebrar o fluxo de leitura. 

Dessa forma 1808 de Laurentino Gomes é um livro essencial no estudo e na descoberta da história do Brasil, pois mesmo tratando de assuntos controversos daquele período conta com as referências dos livros mais referendados por historiadores sem perder a alma popular.  

 

 

Livro:

comum-1808

1808
Laurentino Gomes
Editora Planeta (2007-2014); Globo Livros (2014-presente)
414 páginas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima
0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin