OS CAVALINHOS DE PLATIPLANTO

Em Os Cavalinhos de Platiplanto, o autor mistura infância, sentimentos e fantasia em uma coletânea de 12 contos lançados em 1967.

 

banner-os-cavalinhos-de-platiplanto

 

Você já terminou de ler um texto, fechou o livro, levantou a cabeça e respirou fundo sentindo um aperto no coração e uma angústia danada? Se você já sentiu isso ou não, você descobrirá lendo Os Cavalinhos de Platiplanto – talvez você sinta sono também algumas vezes, mas porque você escolheu ler antes de dormir. 

Ao trazer reminiscências da infância, os doze contos do livro apresentam ao leitor um universo que mescla o embate entre os sonhos de seus personagens e a realidade do cotidiano.

Endossando a opinião do crítico Silviano Santiago, o livro “consegue equilibrar a violência que domina o mundo real com a nostalgia do paraíso que se perdeu, somando à saudade do passado a realização do desejo”.

O conjunto de 12 contos ainda ganhou o Prêmio Fábio Prado, um dos mais disputados da época. Veiga, silencioso e introspectivo, chegou fazendo barulho na cena literária brasileira.

Em outros países, como Portugal, Espanha, Estados Unidos e Inglaterra, a escrita única do autor também foi valorizada. E pelo conjunto da obra, o prêmio Machado de Assis, outorgado pela Academia Brasileira de Letras veio anos mais tarde. Os Cavalinhos foram responsáveis por abrir o caminho.

Opinião

Contudo, talvez seja por causa da edição que eu possuo, com uma capa pouco atrativa, misteriosa, antiga e com cola seca remendando as páginas e letras datilografadas. Com cheiro de coisa velha e linguagem pouco fluida, de fato “Os Cavalinhos de Platiplanto” é um livro que me incomoda – e digo isso sem qualquer juízo de valor.

 

 

Livro:

comum-os-cavalinhos-de-platiplanto

Os Cavalinhos de Platiplanto
José J. Veiga
Editora Companhia das Letras
139 páginas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima
0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin