Resenha do livro clássico O sol é para todos

“O sol é para todos” da autora Harper Lee é um clássico da literatura norte-americana e mundial, que apesar de ter sido publicado na década de 60 não deixa de ser atual, visto que aborda temas político-sociais que acontecem até hoje.

 

O Sol É Para Todos - Saraiva
Edição mais atual do livro “O sol é para todos” da editora José Olympio

O sol é para todos, vencedor de vários prêmios de literatura, trata questões complexas como o racismo, o preconceito social e a injustiça de forma mais simples, já que é narrado através da perspectiva de uma ingênua criança de seis anos. Essa criança é Jean Louise, também chamada de Scout, que vive com seu irmão mais velho Jem e seu pai Atticus Finch.

A narrativa se passa na pacata cidadezinha Maycomb situada no interior do Alabama, no sul dos Estados Unidos. Por ser tão pequena, todas os moradores se conhecem e fofocam constantemente sobre a vida uns dos outros. A cidade é  dividida em duas partes, como é mencionado no início do livro, de um lado habitam as pessoas brancas, majoritariamente conservadoras, que ocupam bons cargos de trabalho e detêm uma boa qualidade de vida, já do outro lado estão os negros, que além de viverem em meio à pobreza, trabalhando unicamente para os brancos, são excluídos de todas as esferas sociais.

Como Scout é narradora, assuntos leves sobre a sua infância no interior não deixam de ser apresentados. Ela, seu irmão e seu amigo Dill ttem uma criativa imaginação que os proporcionam diversas aventuras, a principal delas é a curiosidade que gerava especulações sobre como é Boo Radley, o misterioso vizinho que nunca sai de casa. Entretanto, o assunto central da história é o caso de Tom Robinson, que Atticus Finch como advogado, foi escolhido para defender.

O Sol é Para Todos – Quando um clássico gera outro clássico! – Formiga Elétrica
Cena da adaptação do livro para o cinema. Atticus e Tom no tribunal durante o julgamento.

O homem negro Tom Robinson é acusado injustamente por estuprar uma menina branca de 19 anos da família Ewlell.

Entretanto, ao contrário dos outros habitantes brancos, Atticus, que apesar de ser muito julgado por seus vizinhos por defender um homem negro, preza pela igualdade, é empático e age a partir da ética tanto no âmbito jurídico quanto no social. Uma frase marcante do livro, dita por Atticus para sua filha curiosa é:

 

O Sol É para Todos - Cenas de CinemaSó existe um tipo de gente: gente. As pessoas sensatas não se orgulham de seus dotes naturais. Quando crescer, todos os dias você verá brancos ludibriando negros, mas deixe-me dizer uma coisa, e nunca se esqueça disso: sempre que um branco trata um negro desta forma, não importa quem seja ele, o seu grau de riqueza ou a linhagem de sua família, esse homem branco é lixo”

Este é um livro que todos deveriam ler para refletir e quem sabe, ter uma nova visão de mundo! Se você se interessou e quer saber mais informações, confira o vídeo a seguir:

 

Se você quer ler mais resenhas de livros incríveis, aproveite e acesse a seguir para ir direto para o menu do site “Meu Catálogo de Livros” https://www.meucatalogodelivros.com.br/ ou no canal do YouTube: https://www.youtube.com/channel/UC9JAKpsnR7gFrEUG4OO9Fug

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima
0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin