MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA TRATA A REPRESENTATIVIDADE NO MUNDO INFANTIL

Menina Bonita do Laço de Fita é um livro direcionada para crianças de todas idades e raça, ele aborda sobre representatividade racial.

banner-menina-bonita-do-laço-azul

“Menina bonita do laço de fita, qual é o teu segredo para ser tão pretinha?”, pergunta o coelho à sua vizinha uma criança negra que tinha tranças em todo seu cabelo. O livro infanto-juvenil foi publicado no ano de 1986 com o objetivo de se aliar na construção de uma sociedade de respeito à diferença. 

A autora da obra, Ana Maria Machado, valoriza a beleza do negro. “O coelho achava a menina a pessoa mais linda que ele tinha visto em toda a sua vida”.  O animal, de olhos vermelhos e orelhas cor-de-rosa, a chamava de menina bonita do laço de fita. Afinal ela tinha os olhos brilhantes que pareciam duas azeitonas pretas, cabelos trançados e escuros, com pele escura e lustrosa. 

É um livro direcionada para crianças de todas idades e raça. A obra trouxe representatividade em um momento que não se era muito discutido. 

Menina Bonita do Laço de Fita 

O coelho admirava tanto sua vizinha que queria muito ter uma filha negra e linda como a menina. De tanto admirar, foi questioná-la sobre o que ele poderia fazer para ser negro como ela, ou qual era seu segredo para ser tão “pretinha”.

A garota nunca sabia o que responder. Dessa forma, inventou várias histórias, como que havia caído em uma lata de tinta quando pequena, que havia tomado muito café ou então comido muita jabuticaba. O coelho fez tudo quanto a menina dizia, no entanto, não dava certo.

Assista o vídeo do Dalton Barone contando a história da Menina Bonita do Laço de Fita 

Por último, quando vai questionar novamente a menina, que já estava pronta para inventar mais uma história, sua mãe responde. “Artes de uma vó preta que ela tinha..”. 

Nesse momento, em que o animal percebe que toda a sua família era “branquinha”. Então descobriu que para realizar seu sonho de ter uma filha “tão pretinha”, era necessário se casar com uma coelha negra. 

“Não precisou procurar muito. Logo encontrou uma coelhinha escura como a noite”. O coelho se casou e teve filhotes de todas as cores, inclusive uma pretinha. 

 

 

Livro:

comum-menina-bonita-do-laço-de-fita

Menina Bonita do Laço de Fita
Ana Maria Machado
Editora Ática
24 páginas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima
0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin