BRIDA – PAULO COELHO [RESENHA]

Brida, o livro que contribui aos seus mais de 230 milhões de exemplares vendidos em todo mundo. O escritor brasileiro Paulo Coelho, tem sucesso entre leitores.

brida-paulo-coelho-resenha

 

Brida, um livro escrito em 1990 por Paulo Coelho, conta a história de uma jovem irlandesa de 21 anos que busca saber sobre o mundo da magia. Essa história baseada em fatos reais, após a aproximação de Paulo Coelho da jovem Brida em sua peregrinação aos Pirineus. O que mais o instiga é o fato, de que desde criança somos assombrados por história de bruxas, mas que comem crianças e pregam o mau.

Porém tudo isso se encontra intrínseco na educação cristã, como a discriminação e o estereótipo de tal. Afinal, as bruxas, assim como os humanos existem até hoje. Logo, no livro as bruxas, como exemplo Brida usam jeans e camiseta, e fazem coisas normais, como ir à escola ou faculdade, ouvir musica e por aí vai.

BREVE RESUMO DE BRIDA

Nesse caminho de descobertas da magia percorrido por Brida em Dublin, ela conhece o Mago de Folk, que aceita ela como discípula. A principio, misterioso e calado, o homem a ensina sobre a Tradição do Sol. Que utiliza da natureza para explicar o mundo, como o anoitecer que é preciso ser vivido mesmo com os mistérios que os ronda, levando Brida a enfrentar os seus próprios medos.

A princípio não satisfeita com o conhecimento passado, Brida muda de mentor e conhece a Wicca, que a ensina através da Tradição da Lua encontrar o seu dom de bruxaria. Explicando o universo a partir do entendimento do tempo.

“Magia é uma ponte – disse enfim. – Uma ponte que permite a você andar do mundo visível para o invisível. E aprender as lições de ambos os mundos.”

Ao decorrer da história Brida busca sua evolução espiritual, aprende rituais e histórias. Assim, acaba por descobrir o que se conhece como Outra Parte ou Alma Gêmea, o que leva à jovem a uma busca por essa, que é um ser que se divide em duas ou mais partes. E através de uma luta espiritual, Brida enfrenta desafios do coração a respeito de suas duas almas gêmeas, o Mago e seu amante Lorens.

Assim, com a história, Paulo coelho acaba por despertar a Brida dentro de seus leitores. Levando a compreendem suas alegrias e medos, ao ponto de uma reflexão da nossa existência no que nos impede o ser humano de ser feliz.

Não sendo apenas uma jornada pelo autoconhecimento, Paulo Coelho explora as condições humanas com uma pegada sobrenatural. Circulando pela religiosidade, ao momento em que o cristianismo e o paganismo se complementam e fazem a personagem Brida compreender cenários filosóficos, até ao autoconhecimento pelo misticismo.

SOBRE PAULO COELHO

Assim também, como esse livro baseado em fatos reais, se tem a auto biografia de Paulo Coelho “Hippie”. Nesse o autor leva o leitor a reviver a geração hippie a qual pertenceu.

Um livro com muitos momentos reais, trás a tona histórias da juventude de Paulo Coelho nos anos 70. Além de uma reflexão a cerca do que o próprio movimento e seus lemas: “Amor é uma pergunta sem resposta.”

Assista ao vídeo da resenha também :

Livro:

brida-paulo-coelho-resenha-capaBRIDA, PAULO COELHO

Paulo Coelho

Editora Paralela

Ano: 1990

Páginas: 271

Formada pelo Colégio Antares em Americana-sp, sou estudante de Relações Públicas na Faculdade Cásper Líbero. Faço parte de uma agência experimental de Relações Públicas também da Faculdade Cásper Líbero: a Focus. Estudante fascinada pela Comunicação e Cultura no geral.

6 comentários em “BRIDA – PAULO COELHO [RESENHA]”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima
0 Compart.
Twittar
Compartilhar
Compartilhar
Pin